1  |  2  |  3  |  4  |  5  |  6  |  7  |  8  |  9  |  10  |  11

O artista plástico da Zona Leste de São Paulo criando novas perspectivas e referências decoloniais para a negritude.

"Watch Ur Step/Se cuida", 2020.

Pedro Pegge, 22, é um artista plástico com foco nas vivências urbanas do jovem negro periférico. Ele pinta seus sentimentos e experiências mediante à cidade e seus indivíduos, colocando a figura do negro em destaque nas suas obras. 

"Jaco GG", 2020.

"New Era São Sebastião", 2019.

"Correria", 2019.

“Com 13 anos eu tava perdendo a visão,  perdi 5% do olho direito e não tinha dinheiro pra cirurgia. Depois de vários perrengues, com 22 anos nóis tá aqui sendo artista visual... karma do bem né.”

"Choro de Cria", 2020.

"Deboche", 2020.

“Toda vez que minha mãe fala 'que  ogum te proteja' quando eu saio, ela nem precisa falar ‘eu te amo’ junto.”

"Bença de Mãe", 2020.

“Me falo pra buscar referências sempre em mim mesmo, porque só eu sei como sou.”

"Waves", 2019.

"Pedro", 2020.

"5 a.m", 2020.

Trazendo seu repertório e suas vivências como homem negro e periférico, o resultado são imagens que nos libertam dos padrões visuais europeus e nos consagra como centro das nossas próprias narrativas.

A produção artística de Pegge representa uma renovação das estéticas recorrentes.

"Divino Cotidiano", 2019.

"Adão e Eva", 2019.

1  |  2  |  3  |  4  |  5  |  6  |  7  |  8  |  9  |  10  |  11